Pontos de Mergulho

Pontos de Mergulho Canal do Francês Cabeço da Pequena Cabeço do Arpão Cabeço da Cioba Naufrágio Sequipe II (Navelloyde n.4) Naufrágio Draguinha (Draga n.9) Naufrágio Dragão (Draga André Rebouças)

Naufrágio Dragão (Draga André Rebouças)

Naufrágio Dragão (Draga André Rebouças)

Trata-se de uma draga de 55,5m de comprimento e 10,5m de boca, afundada em 1927. Localiza-se a 8,8 milhas da Praia do Francês. A embarcação encontra-se desmantelada e de cabeça para baixo. Aqui se encontram muitas espécies de peixes recifais e de passagem, como tricolors, bodiões, mariquitas, xiras e barracudas. Com frequencia são avistados raias prego, raias xita, bejupirás e mero.

Profundidade máxima: 32m
Visibilidade: 15 a 30m
Corrente: às vezes
Nível: Avançado

Naufrágio Draguinha (Draga n.9)

Naufrágio Draguinha (Draga n.9)

Draga sem propulsão própria naufragada em 1961 por mau tempo. Possui 41,6m de comprimento e 7m de boca. Com várias passagens que permitem penetrações de fácil acesso, este naufrágio está repleto de vida, muitos cardumes e avistamentos de meros, bejupirás, raias prego e xita.

Profundidade máxima: 32m
Visibilidade: 15 a 30m
Corrente: às vezes
Nível: Avançado

Naufrágio Sequipe II (Navelloyde n.4)

Naufrágio Sequipe II (Navelloyde n.4)

Chata naufragada em 1935, com 20m de comprimento. Encontra-se inteira e com o convés para cima. Grandes cardumes de galos de penacho, peixe enxada, pampo, guarajuba, ariocó, cioba, bejupirá são comumente avistados, como também raias prego e tartarugas.

Profundidade máxima: 32m
Visibilidade: 15 a 30m
Corrente: às vezes
Nível: Avançado

Naufrágio Itapajé

Naufrágio Itapajé

Um dos naufrágios mais importantes do Brasil. De importância histórica, citado em vários artigos de revistas especializados, nos livros Magalhães, Nestor U Boats Mergulhando na história. Porto Alegre: Redes Editora, 2 ed 2011 e Silvares, José Carlos Naufrágios do Brasil, uma cultura submersa. São Paulo: Cultura sub, 2010, nos sites parceiros www.naufrágiosdobrasil.com.br e www.brasilmergulho.com.br.

Cargueiro, torpedeado pelo submarino alemão U-161, afundou em 1943. Possui o comprimento de 119,7 m, muitas passagens por entre as ferragens e vários itens da carga espalhados. A fauna é bem abundante, com presença de tartarugas, raias, barracudas e muitos cardumes por toda a extensão do navio.

Profundidade máxima: 27m
Visibilidade: 10 a 30m
Corrente: às vezes
Nível: Avançado

Cabeço da Cioba

Cabeço da Cioba

Formações naturais de pedras e corais. Encontramos muitas lagostas enlocadas, piraúnas, ciobas, salemas, xiras, dentões, frades e muitos outros.

Profundidade máxima: 26m
Visibilidade: 10 a 20m
Corrente: pouco frequente
Nível: Avançado

Cabeço da Pequena

Cabeço da Pequena

Formação de recifes naturais com dois cabeços distintos circundados por areia branca e próximos um do outro. A vida é muito abundante em ambos. Possuem várias formações de pedras, corais e esponjas, que abrigam cardumes de peixes recifais, como xiras, e outros peixes como ciobas, frades, ciliares, piraúnas, gobios entre outros. Tartarugas também são comumente avistadas nos arredores.

Profundidade máxima: 18m
Visibilidade: 10 a 20m
Corrente: pouco frequente
Nível: Básico

Cabeço do Arpão

Cabeço do Arpão

Formações naturais de pedras e corais. Encontram-se muitas lagostas enlocadas, piraúnas, ciobas, salemas, xiras, dentões, frades, olho de cão, tricolors, bodiões e muitos outros. Com freqüência pode-se encontrar polvos, moréias e mero.

Profundidade máxima: 20m
Visibilidade: 10 a 20m
Corrente: pouco frequente
Nível: Básico

Canal da Praia do Francês

Canal da Praia do Francês

Formação natural de pedra e corais com fundo de areia. É um local ideal para os primeiros mergulhos, mas também traz surpresas para o mergulhador com mais experiência. Pela predominância de fundo de areia se avistam com facilidade fauna bentônica (que vivem nesse tipo de fundo) como peixe morcego, miriquitis, miroró pintado, peixe lagarto, variedade de crustáceos (camarão palhaço, siris, caranguejos, ermitões) e moluscos (polvo, nudibrânquio, gastrópodes) e bastante fauna de peixes recifais como borboletas, cirurgiões, salemas, baiacus, trilha, garoupas, maria nagô e muitos outros. Também esponjas, corais de fogo, corais cérebro e coral grande estrela, lírio do mar e muitos outros animais podem ser vistos. Um mergulho para relaxar e curtir.

Profundidade máxima: 10m
Visibilidade: 2 a 8m
Corrente: frequente
Nível: Básico